"Advogado não deve negociar delação com a polícia", diz procurador


O procurador da República Rodrigo De Grandis avalia que delegados de polícia não são competentes para conduzir acordos de delação premiada por conta própria, sem apoio do Ministério Público, por conhecerem pouco sobre a Lei do Crime Organizado (12.850/2013).
Apesar de o Supremo Tribunal Federa…
Fonte: Conjur