Da boate Kiss ao Flamengo: a inércia entre as tragédias


Em 27 de janeiro de 2013 nos tornamos vítimas, junto a centenas de pessoas feridas e aos 242 mortos, da tragédia da boate Kiss. Fomos vítimas no sofrimento, somos todos vítimas na angustia da impunidade.
Já se foram seis anos, um passado sempre presente que roubou o futuro de centenas de jove…
Fonte: Conjur