Mantida decisão que permite que cliente "fure" fila de credores da Oi


O juiz Andre Pinto, da 27ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, manteve decisão que condenou a Oi a ressarcir e indenizar cliente que teve débito automático realizado indevidamente, permitindo que ele “fure” a fila de credores para receber R$ 72 mil, uma vez que a empresa está em …
Fonte: Conjur