MP-SP suspende promotor que pediu laqueadura de mulher pobre


Passado mais de um ano que um promotor ajuizou ações pedindo a laqueadura de mulheres pobres, o Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça do MP-SP decidiu puni-lo. A pena: uma suspensão de 15 dias, sem remuneração. 
De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o colegiado se reuniu nes…
Fonte: Conjur