STJ revoga prisão de réu que não trabalha mais em empresa acusada


Prisão preventiva é desproporcional para réu que não trabalha mais em empresa suspeita de participar de lavagem de dinheiro, tem residência fixa e é acusado de fatos ocorridos há mais de dois anos.
Ministro Rogério Schietti Cruz entendeu que prisão preventiva era exagerada.
Com esse ent…
Fonte: Conjur